Estima-se que a população urbana indiana crescerá para 60 crores até o ano 2030, de cerca de 47 crores hoje, o que implica que a população urbana está aumentando constantemente. Embora essa rápida urbanização ajude em termos de criação de empregos e desenvolvimento econômico, ao mesmo tempo apresenta muitos desafios urbanos.

Esses desafios são encontrados em todos os setores da administração da desentupidora sp, incluindo gestão de água, gestão de energia, mobilidade e transporte, governança, saúde, etc. Alguns dos desafios comuns incluem segregação inadequada de resíduos, aumento do congestionamento do tráfego, falta de acesso a água potável e muitos mais .

Esses desafios não são apenas complexos, mas também sem precedentes – tornando obsoletos métodos e tecnologias antigos para resolvê-los. Por exemplo, a tecnologia usada no sistema de semáforos tem quase 30 anos e é provavelmente uma das razões pelas quais o congestionamento do tráfego é um grande problema em muitas cidades. Todos esses desafios não apenas prejudicam o desenvolvimento urbano, mas também afetam negativamente a qualidade de vida dos cidadãos.

A necessidade de tecnologia e inovação

Para enfrentar desafios sem precedentes, é óbvio que exigimos soluções inovadoras e tecnologicamente avançadas. Isso sinaliza aos administradores municipais e oficiais para trabalhar com Startups, uma vez que as inovações e tecnologias avançadas geralmente vêm de Startups, e não de grandes empresas.

Mas há um problema com inovações e tecnologias avançadas – elas precisam ser testadas antes de serem implantadas em grande escala nas cidades. Porque por definição, inovação é algo novo, algo que ainda não existe no mercado. Com isso, vem o risco inerente de eles falharem quando implantados nas mãos dos usuários.

Esse risco pode ser evitado se essas inovações forem testadas ou pilotadas na desentupidora São Paulo, antes que possam ser implantadas em grande escala na cidade e em várias cidades. Isso ajuda os Startups a entender melhor as necessidades dos usuários e a construir o produto certo. Por outro lado, as soluções que são construídas dentro das quatro paredes de um edifício e testadas apenas em laboratórios, sem qualquer interação do usuário final, têm todos os requisitos para falhar. O resultado final é que, se uma inovação ou tecnologia precisa ser bem-sucedida, ela precisa ser criada em conjunto com os usuários finais.

Desafios com o sistema existente

Os administradores da cidade estão constantemente procurando inovações para enfrentar os desafios de suas cidades, mas muitas vezes não têm sucesso. A razão é que eles estão tentando encontrar inovações por meio dos “óculos de compras”. Aquisição é o processo pelo qual o governo compra produtos ou serviços. Esse processo envolve a especificação de todos os detalhes do produto ou serviço que a cidade pretende adquirir.

desentupidora sp, desentupidora São Paulo

Embora seja realmente eficaz na compra de produtos e serviços existentes, não funciona bem para inovações. Porque ninguém sabe como seria ou funcionaria a inovação ou tecnologia avançada, pois ainda não existe no mercado. Em suma, o sistema de aquisição existente é bastante eficiente na compra de soluções comprovadas, mas tem várias deficiências ao tentar trabalhar com inovações.

Portanto, usando os “Óculos de Aquisição”, os administradores da cidade veem apenas as tecnologias e métodos existentes para resolver os desafios urbanos modernos, e não os futurísticos e sustentáveis. Como o Diretor da Missão Cidades Inteligentes, Sr. Kunal Kumar, afirma que “precisamos inovar o processo de aquisição para obter inovações”.

Muito poucas cidades que estão bem conectadas a startups, indústrias e incubadoras podem achar fácil encontrar essas soluções, enquanto outras cidades – menos conectadas – ainda contarão com métodos tradicionais, muitas vezes ineficientes, para enfrentar os desafios. Mesmo cidades bem conectadas podem não ter um processo comprovado de engajamento com Startups. Além disso, cada cidade começa do zero para identificar soluções – as melhores práticas não são compartilhadas entre as cidades para aprender. Portanto, esse modelo não é eficiente nem escalonável para cidades em todo o país.

A “lacuna de validação”

Existem cerca de 12.500 Startups de tecnologia e cerca de 2.100 Startups de tecnologia profunda no país em 2020. Mas, devido aos desafios discutidos acima, não vemos um número significativo de inovações e tecnologias dessas startups sendo adotadas no ecossistema urbano.

Enquanto as startups querem que suas soluções sejam testadas e validadas, os administradores municipais querem apenas soluções validadas, pois não têm mecanismo para trabalhar com inovações. Portanto, há uma “lacuna de validação” que impede que as soluções potenciais amadureçam de PoCs a MVPs e a soluções adquiríveis comercialmente. Assim, a falta de um processo transparente padrão para identificar e validar soluções inovadoras e tecnologicamente avançadas está impedindo o crescimento das cidades.

City Innovation eXchange (CiX)

O City Innovation eXchange (CiX, pronunciado como “seis”) é uma iniciativa da Smart Cities Mission, estrategizada e construída pela Forge, que visa remover os gargalos em trazer inovações e tecnologias para enfrentar os desafios urbanos. Construído sobre os princípios da inovação aberta, CiX reúne administradores de cidades de mais de 4000 cidades e milhares de startups em todo o país para identificar, colaborar, co-criar e validar soluções inovadoras e tecnologicamente avançadas para enfrentar os desafios urbanos urgentes.

CiX é uma combinação de Pessoas, Política, Processo e Plataforma – aqueles que são necessários para trazer inovações e tecnologias avançadas para o ecossistema urbano do país. Essa combinação, de acordo com Vish Sahasranamam, CEO da Forge, são os 4Ps de Governança Digital que podem transformar os setores públicos por meio da Inovação Aberta empreendedora impulsionada por startups como parceiros de tecnologia e inovação.

desentupidora sp, desentupidora São Paulo

4Ps em ação:

As pessoas incluem as várias partes interessadas necessárias para trazer soluções inovadoras para as cidades – administradores municipais; startups e outros inovadores; incubadoras, indústrias e academia; e cidadãos.

A política dita as diretrizes para as cidades e startups se envolverem para facilitar a avaliação, identificação, pilotagem e aquisição de soluções inovadoras; que o atual processo de aquisição carece.

O processo operacionaliza a política ajudando as cidades a identificar, organizar e hospedar desafios; fonte de inovações de startups; co-criar inovações potenciais; implementar pilotos para validar inovações; e, finalmente, obter essas soluções validadas para implementação em larga escala nas cidades.

Plataforma é uma plataforma digital (cityinx.niua.org) que dá uma forma tangível e digital ao Processo e Política, habilita e dimensiona o CiX entre as Pessoas (partes interessadas) em todo o país.

Fortalecimento do Ecossistema de Startups no País

No início deste ano, Startup India, Departamento de Promoção da Indústria e Comércio Interno (DPIIT), Governo da Índia, revelou “Startup India: The Way Ahead”, uma agenda de ação para impulsionar ainda mais o movimento de startups na Índia. O documento fala em detalhes sobre as várias estratégias acionáveis ​​para fortalecer o ecossistema de startups no país, por meio de vários aspectos como facilidade de instalação de uma Startup, estabelecimento de novas incubadoras e aceleradoras, maior engajamento entre Governo e startups, etc.

O CiX operacionaliza duas agendas principais que o DPIIT prevê. Em primeiro lugar, “Mecanismo a ser criado para permitir a aquisição de produtos ou processos com base em ideias inovadoras para melhorar a prestação de serviços públicos (Seção 4.3).” Sugeriu que, para facilitar a aquisição de Startups, é importante ter um “processo rigoroso, aberto e competitivo” para selecionar inovações promissoras. O CiX viabiliza isso formando o IIC (Comitê Interno de Inovação), onde pessoas (Stakeholders) de diferentes discípulos se reúnem para identificar potenciais inovações, orientados por uma estrutura de avaliação de soluções.

Em segundo lugar, “para melhorar a governança e a prestação de serviços públicos no nível de base, assimilando a inovação (Seção 4.8).” A CiX faz isso fazendo com que as cidades adotem a inovação, por meio de um processo estruturado, para enfrentar os desafios urbanos encontrados em diversos setores da cidade.

Resumindo, o CiX atua como um programa modelo que orienta a aquisição de startups no setor público. Ele prepara o terreno para outros Ministérios e Departamentos aprenderem e se envolverem com as startups. Isso poderia tornar a Índia um dos maiores ecossistemas de startups do mundo.